22.4.10

vejo-o no silêncio
em um universo de fantasias
cores, seres e possibilidades
rabiscos, traços do que virá
risos, gritos
palavras que não tem nexo com a comunicação
ou apenas murmúrios
noto claramente a existência de outros mundos
o processo energético da transformação
respirando arte e transpirando cultura
para uma outra atmosfera
_________________________________________






Peço desculpas pelas lagrimas
Não tinha essa intensao
O amor também machuca quando não entendido
A distancia das etnias e dos valores banais do material
Faz o acaso morrer de solidão
E so fiquei a sua espera e nos sonhos presos
Porque Te amo
Vida minha!



Nem sei se é certo
Mas prefiro provar
Do doce pecado
Que ter medo do inferno





Meiga e cheia de perfume Você, de todo o meu jardim É a flor mais linda!