11.8.10

Acordar de um sono que não teve dormido

Bom... sou nativo, não daqui mais de todo lugar.
E como todo nativo não gosto de ver minha casa suja, e acho que o que estão fazendo com nossa cidade, nossa casa é terrível.
Brincam com os problemas e transformam eles em sonhos...
Depredam o meio ambiente, o nosso lixão é o cartão postal da cidade
Ah! e o lixão ainda pega fogo lançando gases de todo tipo na nossa atmosfera, e as vezes o outdoor informar festivais de música e arte!
Tiram areia no meio do rio dentro da cidade, no rio Lençóis e São José, loteiam áreas que deveriam ser áreas de proteção.
Nossas crianças crescem no meio de todas essas arrogâncias e se enveredam nas ilusões e amizades cada vez mais insanas e delinquentes.
Os adultos querem ser jovens e jovens querem ser adultos, e todos se misturam em um caldeirão chamado rua das pedras, e bem que podia ser uma boa combinação, mas...
Faço voto da transformação, uns irão sofrer pois querem sofrer, cegos e engolidos pelo ego.
E uns poucos querem ser feliz e buscam o mínimo para serem felizes.
Este texto não é uma carta de repudio e sim uma mensagem de reflexão...

Este é o propósito!
Postar um comentário

Meiga e cheia de perfume Você, de todo o meu jardim É a flor mais linda!