12.5.11

Ah, menina....

A menina que fez brilhar meus olhos
também os fez fechar e inquietar-me o amor
mas, desde então
olhei para dentro e vi meu mundo
E os mundos se interconectam aqui no mundo
onde o coração é a porta para essa e outra dimensão

Essa menina que me disse coisas belas
no instante seguinte desmoronou-se
lagrimas
sorrisos
agitos
aflição
quantas poesia, qual a canção

o dialogo desfez-se e as palavras chegam ao ouvido
mas não ao sentindo
Fico inerte não sei o que digo
expresso meu pensar enviando energia e vibrações
E as extremidades mostrou-me seu mundo
e em meu mundo se interconectou
ainda negando outrora buscando aceitar
o amor foi e é a realização da máxima de todos os povos
E de todos os mundos
Acredite menina!

5.5.11

Só a educação produz a cidadania


Num lugar de muita paz
E de grande união
Também de coerência
No discurso e na ação
De convivência feliz
Assim todo mundo diz:
É uma boa educação!
Mais racionalidade
E menor burocracia
Unindo melhor a pratica
Com as boas teorias
E com mais inovação
Trazendo a transformação
Da nossa pedagogia.

A educação precisa
De uma revolução
Mas é preciso coragem
Pra colocar em ação
Um projeto mais ousado
Que produza resultado
E uma transformação.

Precisamos ter consciência
Da nossa realidade
Com postura ideológica
Mais responsabilidade
Formar cidadãos críticos
Da nova sociedade.

A escola é um fórum
De debate e discussão
Onde todos tenham vez
De expor sua razão
De pensar, de sugerir
De falar, de decidir
Não é só execução.
A crise em todo o sistema
Que atinge a educação
É fruto do fingimento
Que tem mais repercussão
Discutem-se as aparências
Mas se esconde a essência
E há pouca solução.

É mais cômodo o ativismo
Sem refletir a ação
Remendar, fazer arranjos
Manter a situação
Não ousar, não inovar
Deixando de transformar
A nossa educação.


Nome do cordel: Só a educação produz a cidadania
Cordel produzido por: Arima, Igor, Talani, Elma e Isis
Disciplina: LPLB
Professora: Luciana Fariaz

Menina, mulher


surgi uma estrela cadente entre passes
onde ensaia a dança da deusa

vibrante
submersa entre o brilho que reflete a força do sol
A beleza da diversidade
E as curvas e traços da própria mãe natureza

menina dos olhos encantados
esverdeados
Feitice que mora na inquietude fugaz da juventude
jaz mulher iluminada que respira a plenitude e o poder da anciã

A essência da vida é amor e essa flor não se arranca
E em si e a sua volta menina mulher
Gira o arco-iris o mais lindo e abençoado
dos jardins

Valneide Souza

Negr1 ft. Marreco_ jam session Eco Viva

https://m.youtube.com/watch?t=37s&v=CgaPuGC_aAQ Otus   tempos....