25.7.08

Mulher

Do que me adianta comida se não tenho fome

o que me consome é seu amor

fruto nocivo, lindo e exotico como flor de maracujá

Me preenche de ilusão ao dia e na noite me esvazia em sonhos

Canto ao luar da chapada, junto as aguas douradas

Para me proximar das estrelas e de você

que me consome com seu amor de Mulher

Deusa de meu ser

Postar um comentário

Meiga e cheia de perfume Você, de todo o meu jardim É a flor mais linda!