13.4.11

Alado como um pássaro sigo nesta nave terra
nasci como um caboquim ao lado das nagôs
num dia de sol que erradia quente como se fosse hoje
Tenho as raízes de meu pai e ancestrais
Sou a mistura de um povo, índio nagô do rito caboco
herdei o espirito mistico e quilombola
E alado como a águia a vida me leva
e eu simplesmente, vou
sendo como posso
Justo e humilde revivo os bons tempos
Na mistura do indio nago
Alado como um pássaro nesta nave
chamada Terra
Postar um comentário

Negr1 ft. Marreco_ jam session Eco Viva

https://m.youtube.com/watch?t=37s&v=CgaPuGC_aAQ Otus   tempos....